Jogo Responsável 2016-04-29T19:15:24+00:00

Jogo Responsável


 

O jogo pode ser divertido e rentável. Mas não se pode ganhar sempre. Perder faz parte do jogo e tem de estar preparado para isso. Assim, deve jogar de forma responsável, não arriscando quantias de dinheiro que não possa perder. O jogo também pode ser viciante e fazer perder a noção do tempo e do dinheiro. Pretendemos que as experiências de jogo sejam o mais positivas possível, mesmo se perder.

 

Teste rápido desenvolvido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para verificar se incorre no risco de ficar dependente do jogo:

1. Houve alguma vez, nos últimos 12 meses, em que as suas apostas ou o seu jogo interferiram com o seu trabalho ou com as suas responsabilidades na escola, no emprego ou em casa?
2. Houve alguma vez, nos últimos 12 meses, em que as suas apostas ou o seu jogo causaram repetidas discussões ou outros problemas graves com a sua família, amigos, vizinhos ou com colegas de trabalho?
3. Houve alguma vez, nos últimos 12 meses, em que tentou ocultar à sua família ou aos seus amigos o quanto tem jogado?
4. Já algumas vezes afirmou estar a ganhar quando na realidade estava a perder?
5. Nos últimos 12 meses, ocorreu-lhe alguma vez ter períodos em que passou demasiado tempo a pensar no jogo, quando na realidade deveria ter estado a pensar noutras coisas?
6. Nos últimos 12 meses, ocorreu-lhe alguma vez ter períodos em que passou demasiado tempo a planear as suas apostas ou a estudar as probabilidades das apostas, quando na realidade deveria estar a fazer outras coisas?
7. Com o passar do tempo, teve de aumentar as quantias que ia apostando ou jogando, de forma a manter o jogo emocionante para si?
8. Houve alguma altura, nos últimos 12 meses, em que as apostas ou o jogo serviam para si como uma forma de sair do mau humor ou para melhorar o seu humor?
9. Nos últimos 12 meses, ocorreu-lhe alguma vez ter jogado ou apostado frequentemente para escapar ou parar de pensar em problemas pessoais?
10. Nos últimos 12 meses, após ter perdido dinheiro no jogo, deu-se frequentemente o caso de ter voltado a jogar no dia seguinte, para tentar recuperar o dinheiro que perdeu?
11. Nos últimos 12 meses e num momento em que tinha uma grande dívida de jogo, ocorreu-lhe apostar cada vez mais na esperança de recuperar as suas perdas?
12. Nos últimos 12 meses, alguma vez tentou adquirir dinheiro para o jogo passando cheques sem provisão, roubando ou fazendo alguma coisa que fosse considerada ilegal?
13. Nos últimos 12 meses, tentou por repetidas vezes pedir dinheiro emprestado à sua família ou aos seus amigos para sustentar os seus hábitos jogo ou para pagar as dívidas de apostas?
14. Ocorreu-lhe nos últimos 12 meses ter frequentemente um desejo tão forte de jogar e de apostar ao qual não conseguisse resistir ou que o impedisse de pensar noutra coisa?
15. Nos últimos 12 meses, ocorreu-lhe alguma vez ter apostado, mesmo sabendo que tinha prometido a si mesmo que não o faria, ou então apostar muito mais ou durante um período mais extenso do que aquele que inicialmente pretendia?
16. Não apenas nos últimos 12 meses, mas ao longo de toda a sua vida, quantas vezes já tentou seriamente reduzir as vezes que joga ou quantas vezes tentou seriamente parar de jogar (nunca; 1; 2; 3; 4; 5; várias vezes)?

Se respondeu afirmativamente à questão anterior (16):

17. A tentativa de reduzir as apostas ou parar de apostar fê-lo sentir-se agitado e irritável?
18. Desde que tentou pela primeira vez reduzir as suas apostas ou parar de jogar, qual foi o período de tempo mais longo que passou sem jogo (anos – meses – dias)?

 

  • Quantas mais respostas afirmativas, maiores serão os seus problemas de jogo.

 

18+
É ilegal que qualquer pessoa com menos de 18 anos aposte online.

 

Organizações independentes
Aqui, encontrarás informações de contacto para organizações que podem ajudar os jogadores, pessoas com vício de jogo, bem como os respectivos familiares e amigos.

GamblersAnonymous.org
JogoResponsável.pt